Programa gratuito de formação de talentos digitais quer tornar empresas de tecnologia mais competitivas no interior paulista

A evolução da tecnologia e da transformação digital nas empresas, apesar de ser um grande desafio para os profissionais da área, tem criado inúmeras oportunidades de emprego no mundo todo. Segundo pesquisa da Salesforce, até 2022 serão criadas 195 mil vagas.

Enquanto no Brasil há mais de 13 milhões de desempregados, a área de tecnologia da informação continua a crescer aceleradamente e, segundo a Networking Skills in Latin America, o déficit de profissionais deve chegar a mais de 160 mil vagas em 2019. Ou seja, haverá mais vagas de emprego do que profissionais preparados para ocupar essas posições.

Para se manter competitivas nesse novo mercado digital as empresas além de estratégia, processos e ferramentas precisam de profissionais de tecnologia altamente qualificados, que pensem de forma global e tenham capacidade para serem criativos e protagonistas. Assim, novos métodos de aprendizagem surgem a todo momento, seja dentro das próprias empresas ou em novas escolas com método de educação imersiva.

Enquanto escolas e universidades tradicionais tem buscado alternativas para formar profissionais mais preparados, o mercado digital também tem criado funções totalmente novas, entre elas, o cientista de dados e o growth hacker. Um mercado muito mais dinâmico, que para ter sucesso, exige além do conhecimento técnico, o profissional tenha habilidades essenciais como a capacidade de aprender continuamente, colaboração, pensamento crítico, resolução de problemas, criatividade, entre outras.

Acelerando a formação de talentos de tecnologia

Com o desafio de formar talentos mais preparados para o novo mercado digital, contribuir com o desenvolvimento socioeconômico e gerar mais competitividade para as empresas de tecnologia da região de Araraquara, o Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo (SEPROSP), a Global Labs e o Digital Innovation One, criaram uma plataforma educacional gratuita para formar desenvolvedores para internet e empreendedores digitais.

O programa que tem sua formação composta por uma metodologia de ensino usada para formar profissionais de alto nível nos principais centros educacionais do mundo, foi inspirado na Design Tech High School, escola com sede no Vale do Silício nos Estados Unidos e mantida pela Oracle Education Foundation.

O primeiro módulo é online e aberto para qualquer pessoa que deseja dar os primeiros passos na área, porém é importante ter disciplina e dedicação pois nesse trimestre apenas os 24 melhores alunos do modulo online serão classificados para o módulo presencial seguinte.

O presidente do SEPROSP, Luigi Nese, reforça a importância de uma educação tecnológica para empresas e pessoas. “É estratégia do Sindicato melhorar a expertise das empresas. Tudo o que vem de encontro com esse propósito o Sindicato tende a apoiar para fazer com que o desenvolvimento dessa área seja cada vez maior, aprimorando tecnicamente não só as pessoas, mas as empresas afiliadas, com tecnologias avançadas e acesso as informações.”.

O módulo presencial do programa também contará com palestras voluntárias de profissionais colaboradores de grandes empresas como Oracle, Facebook, Google, Netflix, HP, Amazon, Microsoft, Michael Page, SKY e SAP, de forma remota a partir de diferentes partes do mundo. Uma perspectiva importante para desenvolver novas competências, principalmente em um mundo onde não existem mais barreiras para o conhecimento.

Para Fernando Lemos, vice-presidente de inovação, cloud e transformação digital da Oracle para América Latina, o Brasil precisa de uma educação que forme talentos digitais preparados para encarar as tecnologias como uma oportunidade para transformar a sociedade: “A transformação digital e as novas tecnologias são recursos para nos apoiar a transformar o mundo. E a partir dessa transformação, podemos beneficiar todos que precisam.” O programa tem duração de três meses, sendo totalmente gratuito. Os candidatos podem fazer sua inscrição através da Global Labs Academy (http://globallabs.academy) e começar as aulas online imediatamente após a inscrição.

Educação imersiva baseada em atividades de projetos de mercado

Para acelerar o processo de aprendizagem e manter os alunos alinhados com as tecnologias mais utilizadas na atualidade e comportamento exigido pelo mercado, os alunos também aprenderão participando de atividades técnicas das startups residentes na Global Labs e desafios técnicos do SEPROSP, sendo mentorados durante o programa por especialistas dessas empresas.

Para Iglá Generoso, Fundador e Diretor de Inovação da Global Labs, educar em um ambiente de co-aprendizagem, com startups de ponta e profissionais altamente qualificados, além de contar com apoio de parceiros estratégicos de nível mundial, cria uma nova perspectiva educacional. “A nova dinâmica do mercado digital exige que o modelo educacional em diferentes áreas seja recriado. Cada vez mais é essencial desenvolver modelos educacionais colaborativos onde a sociedade, as empresas, as organizações de classe, o poder público, os alunos e as escolas criem sinergia e potencializem a geração de valor mútuo. Só assim seremos um país competitivo com desenvolvimento sustentável. ”.

0
Blog


Comentários

Send this to friend